Projeto de implantação do faixa azul é retirado da Câmara pelo Executivo Municipal

por Marilva Keesen Greco última modificação 31/08/2018 14h04
O presidente Marcus Vinícius Rios Faria comunicou aos vereadores nesta quarta-feira, 29 de agosto a retirada do Projeto de Lei nº 52/2018, de autoria do Executivo Municipal, que dispõe sobre a regulamentação da exploração do sistema de estacionamento rotativo eletrônico oneroso nas vias e logradouros públicos do município de Pará de Minas.

Na última segunda-feira, 27, os vereadores esvaziaram o plenário após um conscenso entre eles sobre a dificuldade de votar, em segundo turno, uma proposta que gerou insatisfação sobre a cobrança de rotativo para os condutores de motocicletas. A decisão unânime dos parlamentares foi discutir mais o assunto com os comerciantes, os condutores de motos e a população em geral antes de prosseguirem com a votação.

O ofício enviado pelo prefeito Elias Diniz chegou às mãos do presidente da Câmara, Marcus Vinícius. "O conteúdo do ofício foi a mesma justificativa dos vereadores, de que a matéria precisar ser conversada com as entidades de classe e a população pará-minense. Isto mostra o quanto o projeto era ruim, pois o projeto foi votado em primeiro turno com 14 emendas da Câmara. Se tivemos que remendar a proposição 14 vezes provou a fragilidade do conteúdo. Inclusive o que mais deu polêmica foi a cobrança de estacionamento de bicicletas e motos. O único argumento que tivemos pelo projeto ter sido votado em primeiro turno foi o esvaziamento do plenário. O prefeito teve a sensibilidade de mostrar que estava errado devido as mobilizações nas redes sociais e a saída dos vereadores do plenário. A atitude do prefeito não poderia ser outra senão retirar o projeto e agora aguardamos se ele enviará um projeto diferente ou se esse assunto está enterrado de vez. Agora a Câmara não tem nenhum projeto de implantação de faixa azul para votar ", explicou o presidente Marcão.

Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Pará de Minas