Galeria de Benfeitores de Pará de Minas recebe retratos de mais duas grandes personalidades pará-minenses

por Marilva Keesen Greco última modificação 26/12/2017 14h23
A afixação de retratos na Galeria de Benfeitores de Pará de Minas representa o reconhecimento do município, por intermédio dos vereadores, a contribuição de cidadãos ilustres ao engrandecimento de Pará de Minas, cujos nomes merecem ficar registrados em nossa história. A solenidade realizada pela Câmara, na noite desta segunda-feira, 18 de dezembro, homenageou Alfeu Silva Mendes e de Darci Fioravante Barros Barbosa.

A primeira homenagem foi para Alfeu Silva Mendes, proposta em projeto de resolução de autoria do vereador e presidente Mário Justino da Silva. Alfeu foi uma das grandes figuras que se destacou na área educacional, religiosa, do cooperativismo e também na política. Entre tantos feitos importantes, ele foi um dos fundadores da Cogran, candidato a vice-prefeito por duas e secretário de saúde de Pará de Minas. Natural de Itaúna recebeu o título de cidadão honorário, em 2009. Em decorrência de grave doença, ele faleceu no dia 25 de dezembro de 2012.

Em nome da família, Clara Mendes se emocionou ao falar do pai. “Nosso sentimento é de gratidão e alegria por todos, em especial pelo Mário que propôs a afixação do retrato de meu pai, na Galeria de Benfeitores, pois ele teve um papel diferenciado. Era um “amor doação” que ele se preocupava com o bem-estar do próximo. Meu pai foi o maior e melhor professor que tive na vida. Até quando ficou doente ele agradeceu a Deus por ser ele e não nenhum de nós da família. É um exemplo de grande homem que deve ser seguido por todos”.

Em seguida, Darci Fioravante Barros Barbosa foi homenageada por meio do projeto de resolução de autoria dos vereadores Leandro Alves e Toninho Gladstone. A fisioterapeuta marcou seu nome na história de Pará de Minas e de todo o Estado, em mais de 32 anos de atuação e dedicação à pessoa com deficiência, sendo reconhecida pelos especialistas da área, como a maior pesquisadora sobre a deficiência intelectual do Movimento das Apaes de Minas Gerais. Darci morreu no dia 30 de julho de 2017, em acidente com a van da APAE, quando ia para Juiz de Fora a trabalho.

O deputado federal Eduardo Barbosa falou também muito emocionado da homenagem feita à esposa, pela Câmara. “É muito importante ressaltarmos as pessoas que trabalharam pra comunidade porque precisamos dessas referências para as novas gerações. E essa homenagem é a valorização de cidadãos que se comprometeram com o bem-estar coletivo. Precisamos disso no momento atual onde há tanta desarmonia e descrença. Essa homenagem vem reforçar os padrões éticos e o bem”.

A cerimônia de descerramento dos retratos contou com a participação especial do Coral Bittencourt, sob a regência do maestro Samuel Lopes, emocionando autoridades, familiares e amigos dos homenageados.

Veja mais fotos aqui.

Assessoria de comunicação da Câmara Municipal de Pará de Minas