Câmara Municipal criará comissão especial para analisar denúncias do ex-secretário de Gestão Pública sobre irregularidades na administração do prefeito Elias Diniz

por Marilva Keesen Greco última modificação 03/11/2017 15h34
Os vereadores pará-minenses se reuniram na tarde desta quarta-feira, 18 de outubro, na sala de reuniões da presidência da Câmara para informarem à população quais atitudes serão tomadas pelo legislativo após as graves denúncias feitas pelo ex-secretário de Gestão Pública, Fernando Antônio do Amaral (Timbé), sobre irregularidades praticadas pelo procurador geral do município, Júlio César de Oliveira.

Durante a reunião ficou decidido que um requerimento será encaminhado ao ex-secretário Timbé, solicitando a entrega de toda documentação para que seja analisada pelos vereadores. “Assim que a documentação for entregue pelo Timbé será criada uma comissão especial para analisar as denúncias, juntamente, com as sete comissões permanentes que a Câmara possui. Os vereadores terão um prazo de 15 dias para emitir os pareceres e caso sejas comprovadas irregularidades vamos instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito e prosseguir com o processo”, explicou o presidente Mário Justino da Silva.

Participaram os vereadores: Rodrigo Varela, Dé Pedreiro , Marcílio de Souza , Niltinho do São Cristóvão, Rodrigo de Torneiros, Carlos Lázaro, Dilé, Toninho Gladstone, Leandro Alves), Márcio do São Cristóvão, Marcos Aurélio, Carlinhos do Queijo e o presidente Mário Justino. Os vereadores Daniel Melo, Marcão e Dr. Ênio justificaram a ausência e posteriormente assinaram o requerimento. Márcio Lara entrou em contato com o presidente Mário, justificando a ausência por motivo de viagem e apoiou o encaminhamento do requerimento.

O procurado do município Júlio César e o prefeito Elias Diniz não quiseram se manifestar e por meio de nota disseram que darão os devidos esclarecimentos aos órgãos competentes, caso sejam necessários.

Veja mais fotos aqui.

Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Pará de Minas.